quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Pegar carona nessa cauda de cometa




Eu não nasci pro trabalho. E não é que eu seja preguiçosa, com ambições de ser madame. Como boa taurina, eu trabalho pra valer, me dedico de corpo e alma, visto a camisa da empresa e todos os clichês possíveis. Eu trabalharia maravilhosamente feliz e satisfeita se trabalhar não implicasse em lidar obrigatoriamente com pessoas que você – em hipótese alguma – admitiria no seu círculo de amizades.

Pessoas são complicadas. Pessoas trabalhando são ainda mais. Elas focam no individual e não no coletivo, mesmo que todos os livros e especialistas se esforcem em ensinar o contrário. Elas não conhecem o teu trabalho, mas acham q vc não está fazendo o melhor. Eu quero dizer, elas não fazem a menor idéia do que vc faz, mas elas acham q vc deveria fazer diferente. Mesmo q vc – que obviamente conhece o que faz – esteja fazendo já da melhor maneira possível.

E elas fazem planos mirabolantes. Que não dão certo. Mas elas não admitem. Aliás, ninguém admite que a grande inovação foi uma enorme furada. E vc – que gostaria de gritar aos quatro cantos que ESSA PORCARIA NOVA SÓ ATRAPALHOU O SEU TRABALHO – fica parecendo uma criatura estranha, indo contra a corrente.

Enfim... Eu não nasci pro trabalho, como diria o síndico.

Eu vivo sempre

No mundo da lua

Tenho alma de artista

Sou um gênio sonhador

E romântica...

E tudo que eu queria era...

Pegar carona

Nessa cauda de cometa

Ver a Via Láctea

Estrada tão bonita

Brincar de esconde-esconde

Numa nebulosa

Voltar prá casa

Nosso lindo balão azul...

Baby vestida de Emília, me acompanhe!

3 comentários:

Blower's Daughter disse...

Oi,querida!
Eu digo a mesma coisa que vc:não nasci pro trabalho.
Pessoas são mesmo complicadas!Por isso que às vezes sinto vontade de sumir,de ficar sozinha numa ilha!
Meus bichos de pelúcia são meus melhores amigos!Às vezes me sinto louca por isso,mas na verdade,não é loucura não.Bichos de pelúcia são bem mais agradáveis que as pessoas!Claro,há excessões!Existem pessoas maravilhosas,ainda bem!Senão existissem,eu já teria enlouquecido,hahahaha!
Vc é uma das pessoas maravilhosas!Te adoro!
Ah,adorooo essa música!E vamos pegar carona na cauda do cometa!!!
Bjokinhaaaas!^^

Fernanda Bello disse...

Acho que este tema estava no ar essa semana, pois foi a razão da minha crise nos últimos 5 dias... Odeio o clima organizacional, o ambiente corporativo, mas dependo dele pra viver. Muitos de nós. E a crise era se eu era uma pessoa preguiçosa, se não tinha nascido pro trabalho, se era uma vagabunda, etc... (tudo isso vozes da minha criação).
Infelizmente minhas aptidões são artísticas. Infelizmente não dá pra viver de arte. Só ganhando na loteria, ou casando com um velhinho rico, ou falindo de vez e sobreviver da felicidade dos aplausos e morrer de fome depois de dois meses de carreira.
Enquanto isso não acontece sou obrigada a fingir que as planilhas e o clima corporativo são minha vida, sou obrigada a investir numa carreira que não gosto, pra ganhar mais e sustentar uma outra carreira que não posso.
Ai, ainda enlouqueço. Ou pago tudo com o corpo!

Rufus disse...

Ah! Eu também DETESTO o mundo corporativo...acho que é por isso que minhas escolhas são tão exóticas...