segunda-feira, 22 de junho de 2009

There´s a light that never goes out

(Atenção: este texto deve ser lido ao som de uma versão instrumental de “Somewhere over the raibow” e com contras azul e âmbar, para criar uma atmosfera onírica)

Era uma vez uma menininha que queria aprender a operar luz em peças de teatro.

Um dia, no carro de um professor, com várias amigas, perguntou como fazia e ele disse “Isso, quando vocês se formarem, vocês podem fazer assistência de direção e aprender”.

Faltava mais de 2 anos pra ela se formar. E isso foi extremamente decepcionante para ela.

Alguns meses depois, ela acabou virando assistente de direção, sem se formar.

No dia da estreia da peça, quando o moço foi instalar a iluminação, ela sentou na mesa de luz e aprendeu, por alto, como mexer. Mas, na peça, de verdade, ela operou o som.

No segundo dia da peça, perguntaram se ela operaria luz em outra peça, na semana seguinte. Na verdade, o diretor operaria no primeiro dia. Ela só iria precisar aprender pra fazer igual no segundo. Ela topou.

E lá foi nossa heroína, no dia da estreia.

No ensaio, o tal diretor disse que nem ia operar nada. Disse que ela já sabia.

No fim da primeira sessão, ele elogiou o trabalho dela. Ela, maravilhada, só pensava que nunca tinha feito isso antes... como?

No dia seguinte, ficou sabendo dos elogios dele.

No último dia, feliz só por ter aprendido algo que queria tanto saber, foi convidada pra repetir a dose em uma outra peça.

E, quando ela achou que já era perfeito, o diretor fez novo convite. Outra peça. Mas diferente. Sem alunos, sem ser 3 dias e acabou. De verdade. Em cartaz. Toda quinta-feira. Profissional.

E a menininha voltou pra casa deslumbrada com o novo talento que descobrira. E com as oportunidades que se exibiam em seu caminho.

Antes de dormir, no escuro do quarto, sentiu como se todas as luzes do mundo estivessem sobre ela...

4 comentários:

Blower's Daughter disse...

Tally, querida!!! Parabéns!!!!
"Antes de dormir, no escuro do quarto, sentiu como se todas as luzes do mundo estivessem sobre ela..." ai, que lindo! Vc merece, amiga!!! Feliz por vc!:D
Bjokaaaas!!!

Freier Geist disse...

Ahh!!!!
Como vc não me contou dessa sua conquista profissional???
Parabéns pra vc!!!
É muito bom ter nas mãos o poder de dar a luz a um espetáculo!!
rsrs
beijokas, linda!
^^

Kimangola disse...

o poder sobre a luz´
traz a sobrenaturalidade...
podemos brincar com os brilhos,
sem nos encandearmos...

xaxuaxo

lele disse...

A luz no palco faz toda a diferença... A luz muito mais do que a música ambientam a cena e a deixam divina! Obrigada pela ótima iluminação e parabéns!!!